0
4 In Artigos/ Receituário

Conheça o Saco Nação e aprenda uma das suas formas de uso.

Conheça o Saco Nação e aprenda uma das suas formas de uso Hoodoo

O Saco Nação é uma forma Magia Hoodoo usada por mulheres. Muitos autores se referem ao Saco Nação como uma variação do Saco Mojo, e isso é um fato. Essa associação se deve ao fato de o Saco Nação ter sido relatado, pelos descendentes de escravos negros americanos, como “Tobies” (um outro nome para Saco Mojo). É claro que o Saco Mojo também é constituído por ervas e outros cúrios para gerar um determinado resultado.

Contudo, há restrições relacionadas ao Saco Nação que vão além daquelas relacionadas ao Mojo. Afinal, a ideia a cerca do Saco Nação é a de que uma mulher que fosse capaz de “aprisionar” a natureza viril de um homem, o dominaria por completo. Fazendo-o ceder aos seus desejos e caprichos.

Nessa postagem você vai descobrir alguns detalhes sobre a origem do Saco Nação. E vai aprender, também, uma forma de usá-lo para tornar seu companheiro mais generoso contigo.

 

Origens do Saco Nação nos livros sobre Hoodoo

O Saco Nação (Nation Sack) é citado dentro da bibliografia sobre Hoodoo na obra do folclorista Harry Middleton Hyatt. Nela observamos o Saco Nação como um tipo de prática exclusiva da região do Tennessee, nos EUA. Porém, alguns pesquisadores consideram essa exclusividade como uma afirmação de cunho duvidoso.

A confecção de Sacos de uso na Magia que se propagou nos EUA é oriunda de matriz africana e indígena norteamericana. Essas práticas teriam se difundido de forma plural (e em diferentes variações de formas de uso e de “formas de chamar”) nos EUA através da herança cultural dos afro-americanos (onde houve permanência de escravos negros) e através do contato com os nativos indígenas norte americanos.

Logo, não há muitas razões para acreditarmos que determinada prática pudesse ter permanecido como exclusividade de determinada região. O mais provável é que um mesmo tipo de Saco para uso na Magia fosse usado em diferentes regiões, porém sob uma nomenclatura diferente. Vemos isso no caso do Saco Nação também. Na obra do folclorista Hyatt, onde tal prática foi citada, Hyatt pede à mulher que está sendo entrevistada que lhe dê explicações sobre o que ele chama de Nation Sack. Ela, por sua vez, lhe dá explicações sobres Tobies. Isto é, a forma como os Sacos Mojos são chamados em algumas regiões.

 

O Trabalho de Harry Middleton Hyatt

Para quem não sabe, Hyatt foi responsável por coletar inúmeras informações a cerca da Magia Folclórica nos EUA. Sua obra intitulada “Hoodoo, Conjuration, Witchcraft & Rootwork, um compêndio de 5 volumes, de cerca de mil páginas cada, é uma rica fonte para muitas pesquisadores do Hoodoo ainda hoje.

É claro que devemos lembrar que o olhar de Hyatt sobre a prática que ele observava era pautado na perspectiva de uma pessoa que estava fora do universo cultural-religioso relatado. Isso porque Hyatt foi um ministro anglicano de família de brancos.

Além disso, certamente faltou no trabalho de Hyatt uma observação mais cuidadosa sobre conhecimentos a cerca da ciência Linguística. Principalmente no que diz respeito a preconceito linguístico e quanto às variantes linguísticas regionais do sudeste americano.

Quando eu vejo uma citação direta da frase de uma pessoa que foi entrevistada no livro do Hyatt eu lembro imediatamente das conversas de áudio divulgadas pelo Jornal Nacional aqui no Brasil. Essas conversas geralmente vem a público por conta de alguma prática ilegal. Contudo, se essa pessoa tiver uma influência financeira no país, o indivíduo pode falar da maneira mais informal possível que, ainda assim, a transcrição será “adaptada” à norma culta. Porém, se o indivíduo for uma pessoa oriunda das camadas mais pobres da sociedade, pode ter certeza de que nenhuma alteração será feita durante o processo de transcrição. Creio que essa seja uma forma bem eficaz de desmerecer um indivíduo.

Afinal, a língua é um poderoso instrumento de opressão, usado pelos falantes que possuem maior escolaridade a fim de depreciar as formas de comunicação mais informais.

Do ponto de vista linguístico é exatamente isso que Hyatt faz no livro dele. Cada pronúncia diferente daquela que era dele, daquela que é considerada de maior prestígio social, foi transcrita exatamente da mesma forma que foi falada. Assim, um “Jesus”, vira “Jes” e por aí vai… Dessa, forma, a menos que você seja um profundo conhecedor dos falares do sudeste africano (das variantes) ler a obra de 5 volumes de Hyatt se torna penoso até para quem tem o Inglês como língua materna!

Essa forma de transcrição dele não enriquece os saberes daquela gente em nada. Ela não nos diz nada a respeito daqueles falantes, a menos que fosse um estudo linguístico, o que não é. Porém, a escolha por esse método nos diz muito sobre Hyatt.

Isso nos torna evidente seu preconceito linguístico.

Vale ressaltar que tal forma de coleta de informações não está entre um dos meios mais fiéis dentro daquilo que é considerado uma boa perspectiva para lidar com variantes linguística e culturais. Contudo, seu trabalho ainda constitui a maior quantidade de informações já coletadas a cerca da magia folclórica sobre o tema em questão. A leitura, embora penosa, é válida por isso.

 

Saco Nação e a dominação feminina

A interpretação comumente relacionada ao Saco Nação é a ideia básica de que ele só pode ser feito, visto e tocado por mulheres. Como o foco do Saco Nação está voltado para dar à mulher um poder dominante em relação ao seu homem, é esperado que haja uma proibição aos mesmos. Outra questão que sustenta a tal proibição é que, ainda hoje, as formas de uso do Saco Nação estão associadas exatamente com questões relacionadas à fidelidade masculina, punição de cunho sexual e domínio feminino da relação.

Desta forma, ao usar o Saco Nação a mulher buscava (e ainda busca) controlar as atitudes de seu parceiro, “prendendo” literalmente amarrando o desempenho de seu órgão sexual ou essência pessoal a fim de acabar com traições e até mesmo tornando-o mais generoso, mais “mão aberta” com o dinheiro.

É por esse motivo que o Saco Nação não pode ser tocado ou visto por um homem, sob pena de perder sua eficácia. Aqui nessa postagem você encontrará uma sugestão de uso de um Saco Nação. Para outras formas de uso como as mencionadas acima (punição de cunho sexual ou fidelidade) outros cúrios devem compor seu Saco Nação. E isso será abordado em uma outra oportunidade.

Uma última informação importante sobre o Saco Nação é que ele foi criado para ser usado por mulheres. Contudo, é conhecida a eficácia do Saco Nação usado por Homens homoafetivos. Para essa finalidade, o Óleo Amor de Rapaz pode ser usado, além dos demais citados.

Outra alteração a ser feita, nesse caso, é que esse homem deverá usar um pouco de seu sêmen sobre as moedas mencionadas, e o sêmen de seu companheiro na corda que irá amarrar o Saco Nação.

 

Saco Nação para tornar seu companheiro mais generoso contigo

Não há nada mais desagradável do que uma pessoa sovina (“mão de vaca”), principalmente quando se trata da falta de generosidade dentro de um relacionamento. Esse Saco Nação é para tornar seu companheiro mais generoso é uma boa forma de fazer a pessoa amada ser mais “mão aberta” contigo.

Então, se sua relação caiu na escassez, está na hora de você assumir o controle da situação e fazer seu companheiro dançar conforme sua música 😉

 

Você vai precisar de:

  • Um pedaço de flanela vermelha de aproximadamente 15cm, ou menos
  • Linha grossa 100% algodão vermelha cortada na medida do órgão sexual de seu companheiro
  • Unhas do pé do seu companheiro
  • Alecrim
  • Lavanda
  • Pétalas de Rosa (cor de rosa)
  • Camomila
  • Pau Tenente
  • Óleo Controle & Domínio
  • Óleo Felicidade Conjugal
  • Óleo Jezebel
  • Carvão de narguilê
  • Uma nota de dinheiro que você tenha recebido de seu amado
  • Algumas moedas que você tenha recebido de seu amado
  • Seu sangue menstrual
  • Sêmen do seu companheiro

Faça esse Saco Nação quando estiver menstruada

 

Passo a passo para fazer esse Saco Nação

Escreva o nome do seu amado no canto da nota de dinheiro e, formando uma cruz, escreva seu nome por cima. Reserve.

Pegue um punhado de cada erva, uma de cada vez e conjure-as para que trabalhem para o propósito desse Saco Nação, conforme descrito abaixo:

Conjure a Lavanda e as pétalas de Rosa em conjunto, para que seja fortalecida a união entre vocês. Peça que elas trabalhem para tornar seu amante mais amoroso, mais receptivo aos sentimentos fraternos entre vocês.

Conjure a Camomila para que ela torne seu amado mais generoso com dinheiro para contigo, trazendo abundância de dinheiro para suas mãos. Para que ele oferte o dinheiro para você com a mesma generosidade que dá a si mesmo.

Conjure o Alecrim para que ele te traga a soberania feminina nessa relação. Para que ele traga para você o real poder da mulher.

Conjure o Pau Tenente para que ele seja o seu controle sobre a vontade do seu amado. Para que sua vontade prevaleça sobre a de seu amado. Para que assim como o Pau Tenente está em suas mãos que esteja também em suas mãos o controle sobre os gastos de dinheiro de seu companheiro.

Vá conjurando e acrescentando esses itens no centro da flanela aberta.

 

Coloque o link pessoal de seu amado dentro do Saco Nação.

Coletar o sêmen de seu companheiro para montar seu Saco Nação é uma tarefa simples mas requer algumas observações. Ao coletar esse sêmen você deve tentar controlar seu êxtase sexual, de modo a deixar que apenas o homem chegue ao orgasmo. Isso faz com que esse fluido possa ser coletado de um momento em que houve total liberação da essência desse homem, sem, contudo, fazer com que você seja afetada pelos efeitos de seu próprio trabalho.

Ao colocar um pouco do sêmen, coloque-o sobre a corda que irá amarrar o saco. Saiba que ele representa a pessoa em si. É como se uma parte da pessoa (uma parte de natureza essencial e de extremo poder pessoal), e ao mesmo tempo o todo, estivesse ali, amarrada à vontade e sob o domínio da mulher que criou o Saco.

Coletar as unhas do pé do seu companheiro é ainda mais simples. Afinal, não precisa ser você a cortar as unhas dele e há muitos homens que têm o hábito (péssimo hábito, por sinal) de deixar os fragmentos do corte de suas unhas espalhadas pela casa. As unhas vão direto para o saco e o intento é o mesmo relacionado ao sêmen. Ou seja, a representação do seu companheiro.

 

Continuando a montar o Saco Nação: O uso do Sangue Menstrual

Passe 3 gotas de cada óleo sobre a nota de dinheiro (que agora tornou-se sua petição). Dobre-a 3x, sempre virando-a para você e coloque-a no meio da flanela, junto aos cúrios e ao link pessoal de seu companheiro.

Pingue algumas gotas so seu sangue menstrual sobre as moedas que você recebeu. O sangue menstrual é usado, dentre outras funções no Hoodoo, para dominação. Nesse caso, ao ser colocado sobre as moedas que fazem parte dos bens financeiros de seu amado, eles simbolizam o domínio feminino (seu) o dinheiro de seu amado.

Para quem não sabe, o “Óleo Jezebel” é uma fórmula muito tradicional no Hoodoo, usada para incentivar pessoas a serem mais generosas com você. Ele é comumente usado por garotas de programa para obter clientes que paguem melhor por seus serviços. Se usado por uma mulher compromissada ou casada ele irá atuar sobre o cônjuge dessa mulher. Tornando-o mais “mão aberta” com seus gastos financeiros com sua parceira, mais receptivo aos seus desejos e vontades.

Ele também pode ser usado aplicado em pequenas quantidades sobre seu corpo, junto com seu perfume predileto.

Os Óleos Felicidade Conjugal e o Controle & Domínio também são fundamentais na criação desse Saco Nação e na hora de alimentá-lo. A combinação desses dois óleos é para que a pessoa alvo seja compelida a cumprir com o que foi determinado na criação do Saco. Porém, o óleo Felicidade Conjugal traz uma atmosfera mais doce e harmônica para a relação. Apelando para o emocional-afetivo do alvo.

 

Finalizando o Saco Nação

Depois de montado é hora de finalizar o Saco. Então siga os passos:

  • Una todas as pontas da flanela, concentrando o conteúdo do Saco no fundo.
  • Pegue o fio já embebido do sêmen de seu companheiro e mentalize sua intenção em palavras como: “eu amarro sua natureza masculina” ou algo como “agora sua natureza e instintos estão sob meu comando
  • Amarre firme formando o pacotinho e dê 3 nós, fechando a borda do saco.
  • Acenda o carvão de narguile no fogão até que fique bem vermelho
  • Coloque um pouco das ervas, já conjuradas, que sobraram do Saco Nação sobre as brasas
  • Segure firme o saquinho em suas mãos e se concentre na sua vontade
  • Passe o saquinho sobre a fumaça das ervas que você adicionou à brasa formada pelo carvão de narguile
  • Diga bem próximo a ele de que forma você quer que ele te sirva
  • Pingue de 3 gotas de cada óleo que você usou para compor o Saco Nação

Pronto. Seu Saco Nação está finalizado! Use-o junto a sua pele todos os dias durante a primeira semana. E, uma vez por semana, fortaleça-o com algumas gotas dos mesmos óleos com os quais você criou o Saco.

Embora especificamente esse tipo de Saco possa ser tocado por outras mulheres, eu te aconselho a usá-lo em segredo. Longe dos olhares, pensamentos mãos das amigas curiosas.

Seu Saco Nação deve ser usado junto a seu corpo, perto da região genital ou, quando não puder, entre seus seios.

 

You Might Also Like

4 Comentários

  • Reply
    Marcia
    20 de julho de 2018 at 11:05

    Bom dia!
    Perfeito Jess, sou sua fã! Incrível o teu site e vc é super atenciosa,educada e tem muito conhecimento!!
    Bom e sobre o saco utilizando esses curiós que vc citou, eu consigo além dominação não só financeira mais de cunho sexual também? Me refiro a aumentar o desejo é interesse sexual do meu marido por mim?
    Obrigada!
    Bjss

    • Reply
      Jess
      20 de julho de 2018 at 11:28

      Obrigada pelas palavras e pelo carinho, Marcia! De coração ^^
      Então, faça um Saco Nação para essa questão financeira dele em relação a você e um outro trabalho para essa questão sexual. Não é legal misturar as intenções nos trabalhos. Afinal, você precisa estar focada e ser bem específica em suas intenções e pedidos em cada um deles. Juntá-los em um só seria ampliar o foco e ser mais abrangente, não é bom. Para aumentar esse desejo sexual, você pode preparar uma noite bacana para vocês. Se prepare para essa noite tomando o Banho “Sensualidade Feminina” e em seguida ungindo seu corpo com óleo “Sedução” e “Me Ame”. Aplique nas regiões quentes do corpo, junto a seu perfume favorito. Conjure a erva “Catnip” e “pétalas de rosas vermelhas” e use para salpicar a cama de vocês. Vista velas vermelhas com os óleos mencionados e disponha no quarto de vocês. Ele nem saberá que se trata de um trabalho, achará que se trata apenas de uma decoração romântica.
      O Banho Sensualidade Feminina acompanha o passo a passo de como usá-lo.
      Não se esqueça de coletar um link pessoal dele durante o ato sexual para te servir nos próximos trabalhos.
      Saiba um pouco mais sobre o uso de links pessoais nessa postagem:
      https://www.osortilegio.com/links-pessoais-sangue-semen-e-lagrimas-na-feiticaria/
      Precisando de mais alguma orientação é só falar.
      Grande abraço!

  • Reply
    Jordana
    15 de agosto de 2018 at 16:15

    Boa tarde!
    Jess eu li que os sacos nação geralmente são alimentados com urina ou whisky, se for da minha preferência posso usar um desses elementos ao invés dos óleos citados?
    E quando se alimenta o saco não se abre
    Se pinga as gotinhas em cima do saco?
    ?

    • Reply
      Jess
      24 de agosto de 2018 at 10:16

      Então, Jordana. Usamos o sangue menstrual para estabelecer a dominação feminina sobre o homem. Apenas nos casos em que a mulher já não menstrua mais é que se usa urina. Os óleos são usados para energizar e intensificar o objetivo que foi intencionado o saco nação, por isso sugiro que use conforme mencionado nesse texto. Embora se pareçam com o mojo bag, o processo de criação dos sacos nação é diferente.

    Dê sua opinião!