0
0 In Inspire-se

Inspiração Tribal nas Highlands escocesas

A visão que temos da Escócia, sobretudo das Highlands escocesas, é a de que se trata de uma terra de “homens bravos”. Homens que lutam por seus ideais e honra. Contudo, tal visão não entrou para o imaginário coletivo somente por conta dos filmes Brave Heart (Mel Gibson – 1995) e Rob Roy (Michael Caton-Jones – 1995). A Escócia sempre foi vista dessa forma devido ao passado histórico que ela traz.

A bravura de seus homens, que remonta aos valores Tribais de seus ancestrais, foi interpretada por algumas personalidades históricas como selvageria. Não devemos esquecer que a Vallum Aelium ou “muralha de Adriano” (o imperador romano Públio Élio Trajano Adriano), foi construída exatamente por conta da visão que esse imperador tinha do povo que vivia nessa região. Para Adriano, era necessário separar os homens bravos que lá viviam do resto das terras da Bretanha.

Mas a que nos remete hoje em dia a visão desses bravos homens do passado? Nos traz os valores de honra à comunidade da qual fazemos parte (família religiosa, parentes, amigos); honra à palavra dita; e honra a seus compromissos. Valores tão importantes, mas infelizmente tão esquecidos nos dias de hoje.

 

Mas você deve estar se perguntando…

 

O que a Escócia tem a ver com Magia e Paganismo?

Tudo! A Escócia é o berço dos Pictos, povo Celta que habitou a região muito antes dos tradicionais Clãs escoceses. Eles são os ancestrais desses Clãs. São as primeiras comunidades das quais temos registros que teriam habitado essa região. Os Pictos foram os antigos pagãos que prestavam seus cultos à Grande Mãe das terras altas “escocesas”. Ali, eles veneraram muitas deidades ainda hoje cultuadas dentro das novas vertentes pagãs.

Fora da temática da religiosidade atual, todos os anos no verão escocês (que é agora em Julho), ocorrem inúmeros festivais em todo país. Festivais que remontam antigas práticas culturais… festivais com muita comida, bebida e, é claro, demonstrações de força física. Muito parecidos com aquilo que se acredita que tenham sido as práticas religiosas pagãs ancestrais para esse período. Há campeonatos de arremesso de tronco, bola de ferro sobre o barril, e, é claro, música… muita música!

A banda Clanadonia, traz um pouco dessa “selvageria pagã”. Não estou falando de uma selvageria de batuques inaudíveis. Mas uma selvageria implícita, expressa no resgate da bravura na postura, no vigor como os instrumentos são tocados, na vibração que é passada. Clanadonia é uma banda escocesa com uma pegada mais Tribal, e engloba em seus instrumentos o uso de gaitas de fole e uma batida inspiradora!

Eu duvido você ver o vídeo abaixo (apesar da péssima qualidade do vídeo) e não bater palmas com a presença desse senhor (nada comum, diga-se de passagem) e seus passinhos de dança! rs

 

E, como eu sei que você vai mergulhar nesse amor pela Escócia e seu passado, vou deixar um brinde. Segue esse Wallpaper com uma paisagem escocesa de tirar o fôlego, pra você baixar e se inspirar todos os dias!

Highlands escocesas Paganismo Escócia

Um final de semana mágico pra você 😉

You Might Also Like

Sem comentários

Dê sua opinião!